12/01/2015

A Mansão Hollow

A Mansão Hollow, de Agatha Christie
Páginas: 224 | Editora: L&PM
Compre: Livraria Cultura 
Comecei a ler A Mansão Hollow com um pé atrás, pois o ultimo livro que li da minha xará foi Os Elefantes Não Esquecem, que não me agradou muito. Cheguei a travar na metade de Hollow e não conseguia prosseguir na leitura de modo algum, o livro ficou parado por alguns dias até que me peguei pensando sobre quem seria o culpado do crime e percebi que a curiosidade tinha tomado conta de mim. Ainda bem, porque fiquei de boca aberta com o desfecho de tudo e é isso o que espero de um livro sobre crimes, é isso que espero de um livro de Agatha Christie
“Sim, era divertido saber mais do que as pessoas pensavam que nós sabíamos. Sermos capazes de fazer uma coisa, mas não deixarmos que ninguém percebesse isso.” – pag. 41 
A Mansão Hollow é a mansão do campo da família Angkatell. Em alguns finais de semana a anfitriã convida os mais queridos para descansarem por lá e terem boas lembranças. Para entender melhor este livro, temos de entender cada personagem individualmente. 

Lucy Angkatell é anfitriã da Mansão Hollow, uma senhora extremamente enfática, colorida, com uma mente que vive em um turbilhão 24h por dia. Ela está sempre esquecendo porque fez tal coisa ou porque está com algo na mão, ou está sempre entrando no quarto dos hóspedes de madrugada, com um assunto já começado por ela mesma, deixando o convidado desnorteado.

Sir Henry é o marido de Lucy, sempre compreensivo com as loucuras da mulher e um colecionador de armas. 

John Christow é o assassinado. O motivo do livro, quem o matou e por quê? Um médico exemplar que se casou com uma mulher apenas pelo conforto. Ele tem tanto um amor antigo, quanto uma amante. 

Gerda Christow é a esposa de John e uma mulher que todos consideram boba e lenta, pois demora a entender qualquer coisa. Vive sua vida em função do marido, sempre temendo errar e aborrecê-lo. 

Henrietta é a amante de John, uma escultora que transpõe o que vê na argila. É uma mulher que se preocupa muito com os outros, coloca o bem estar do próximo muito acima do seu próprio. 

Midge é a prima de Henrietta, cuja paixão por Edward é escondida por anos, mas sem esperanças, ela continua a viver sua vida, trabalhando duro, sem aceitar qualquer dinheiro da família. 

Edward ama Henrietta e já a pediu em casamento 3 vezes, todas as vezes com recusas, pois o único homem para quem Henrietta tem olhos é John. 

Esses são os personagens mais necessários para o entendimento da estória, mas um dos personagens mais importantes é com certeza Hercule Poirot, o famoso detetive criado por Agatha Christe que tem presença em mais um mistério. Dessa vez Hercule é realmente desafiado para encontrar o que é real e o que é encenação, o que é vivo e o que é morto. E eu adorei essa grande metáfora da estória, você só compreende se ler o livro, mas o modo como foi aplicada, é de uma inteligência e um toque muito especial. Admirei Agatha por seu incrível tato com o leitor, conduzindo-o pelo caminho mais fácil de resolver o crime e não o caminho verdadeiro. No final, você se vê dizendo: “Mas é claro que era isso!”, mas durante o livro, se essa possibilidade lhe passa pela cabeça, logo se afasta, pois não parece muito provável que um livro desses terminasse de tal maneira. 
“Não tinha muita pena da fraqueza, mas sim do sofrimento, pois sabia que apenas os fortes conseguem sofrer.” – pag. 79 
A narrativa é em 3º pessoa, mas sempre intercalando o foco em um personagem, aprofundando na vida dele, no jeito como se sente em relação ao acontecimento e à vida. Nos é entregue, pela autora, um dossiê completo para resolvermos o crime nós mesmos. Uma dica para quem vai ler... o desfecho não depende de acontecimentos e sim dos personagens, se eu tivesse dado valor a essência de cada um, talvez eu tivesse realmente desvendado o mistério, mas apesar de ter cogitado a possibilidade, a neguei por achar tolice de minha parte. Enfim, tenho de dizer que, se você quer conhecer a obra de Agatha Christie, A Mansão Hollow é uma bela pedida.

7 comentários:

  1. Ágata, sou muito fã da autora, mas ela produziu tanto que, em comparação, ainda tenho muito a ler - o que é bom! Mansão Hollow é um dos que não li, mas este ano quero ler mais livros dela que no ano passado, então talvez ele entre na lista.

    Uma das coisas que acho mais legais nos livros dela é que é possível que o leitor descubra o autor do crime, a gente perde um pouco em algumas traduções, mas é interessante que ela tenha esse cuidado de não criar algo muito complexo pra depois entregar um final que não faz o menor sentido.

    Dois abraços ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ágata!

    Parabéns para mim que acabei de escrever um comentário e quando cliquei em publicar ele sumiu \o/ hahahahha Bom, eu sempre dou uma folheada em livros da Agatha C. nas livrarias mas nunca li um deles. Como você disse que esse é um bom livro para começar a conhecer a autora, já coloquei aqui na minha lista.

    Adorei a resenha e valeu a dica :)
    Abraços <3

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ágata! Tudo bem?
    Confesso que nunca li nenhum livro da Agatha Christie e sou fã de livros policiais, depois de ler sua resenha decidi que vou dar uma chance para a autora... AMO Sherlock Holmes, que se você não conhece é um dos maiores detetives de todos os tempos!
    Beijinhoss
    T.P
    4 You Books

    ResponderExcluir
  4. Oi Ágata!
    Só li um livro da Agatha e fiquei na vontade de conhecer a obra toda da autora! Quero comprar as edições novas que saíram de alguns livros dela, são lindas!

    Beijos,
    http://www.epilogosefinais.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ágata, vim retribuir sua visita =)
    Faz tempo que não leio nada da Agatha Christie, mas teve uma tempo que eu lia muitooo praticamente um atrás do outro e ficava vidrada para saber o final da história, os livros dela realmente nos prendem. Que bom que você insistiu na leitura e curtiu o livro.

    Beijos!!!
    @lpdiversao
    @jannagrando
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li este, mas já tenho ele aqui.

    Gostei da forma como você contou a história, como separou os personagens como lista. Gostei de tudo!

    Parabéns pela resenha.

    Bjks

    Lelê - Adoro essas dicas!!! Não conhecia este também.

    Enfim, esse blog secreto cai na boca do povo?? Alguém coloca como público?? Ai menina, fiquei curiosa!!!

    Gostei deste conto. Fiquei curiosa mesmo.

    Bjksssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não há nada melhor do que um livro que pareca meia-boca, realmente conseguir nos surpreender no final, para mim parece que nesses casos, um pouco de chatice "aguentada" no meio do livro valeu à pena pelo final.

    aguardandoocamaleao.blogspot.com

    ResponderExcluir